Horário de Atendimento: 8h às 17h

Francisco Almeida assiste a palestra sobre Resíduos Urbanos e Extinção de Lixões na Alego

O presidente do Crea-GO, Eng. Francisco Almeida, assistiu, na manhã de hoje (23/3), à palestra “Resíduos Urbanos e Extinção dos Lixões”, ministrada pelo secretário de Estado de Ambiente de Portugal, Carlos Martins. O evento foi realizado no Auditório Costa Lima, da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. Pelo Crea-GO, ainda estiveram presentes os assessores Eng. Civ. Antônio de Pádua, Eng. Civ. Victor Resende e Marcella Castro.

O evento, de iniciativa do deputado Wagner Siqueira, foi promovido pelo Grupo de Trabalho (GT) para Enfrentamento dos Desafios gerados pelos Resíduos Sólidos em Goiás. O GT é formado por representantes da Alego, do Ministério Público Estadual (MP/GO), da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e da Associação das Empresas de Reciclagem do Estado de Goiás (Asciclo).

Além de Francisco Almeida e Wagner Siqueira, outras autoridades também estiveram presentes, como José Carlos Pimenta Cabral, superintendente executivo da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima); Juliano de Barros Araújo, promotor de Justiça da 15ª Promotoria de Justiça de Goiânia; Gilberto Martins Marques Neto, presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente de Goiânia (Amma); Márcia Freire Dantas Coutinho, superintendente estadual da Fundação Nacional de Saúde (Funasa); Denes Pereira, presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg); Gáudio Fleury, presidente da Associação das Empresas de Reciclagem do Estado; e o Eng. Agr. José Reis, presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado de Goiás e conselheiro do Crea-GO.

Durante a abertura do evento, Wagner Siqueira afirmou que a palestra de Carlos Martins “é importantíssima para encontrarmos uma solução correta para os lixões goianos. Estou aqui hoje para aprender com esse homem que está realizando um grande trabalho em seu País”, afirmou. O deputado ainda destacou que o evento permite maior conhecimento sobre o problema da gestão de resíduos e que esse conhecimento habilita para uma gestão mais eficaz da situação.

Wagner lembrou ainda que Goiás tem 246 municípios e apenas 10 fazem a disposição correta de seus resíduos. “Isso mostra que temos que achar um caminho. Somos um País de produção primária e não podemos deixar que a má gestão de nossos resíduos atrapalhe a cadeia produtiva. Por isso, temos aqui, hoje, a sorte de trazer uma pessoa que nos traz a experiência de um País que encontrou uma solução eficiente e barata, e que pode nos ensinar a avançar nessa matéria”, frisou.

Palestra – Durante sua palestra, o secretário de Estado português, Carlos Martins, explicou por que seu país é reconhecido no setor de tratamento dos resíduos sólidos e também tratou da forma como assegurou o cumprimento de objetivos e metas. Segundo ele, foi necessária a mudança de paradigma para transformar um grande problema, que eram os lixões, em uma oportunidade. “Em apenas cinco anos, encerramos todos os lixões de Portugal, construímos uma rede nacional de infraestruturas ambientais e promovemos um sistema para coleta reversa de fluxos especiais”, destacou.

 “Mudamos o rumo do País neste sentido, estudamos a mudança de um plano, financiamos e controlamos investimentos, monitoramos resultados e, consequentemente, colhíamos frutos bastante positivos graças ao planejamento que foi seguido”, continuou o secretário de Estado português.

Ainda de acordo com Martins, atualmente, Portugal está “em uma nova fase na qual queremos afastar definitivamente a palavra resíduos de nosso dia a dia e tratar esse material como origem de recursos do futuro”. De acordo com o secretário, esses recursos seriam fontes alternativas para empresas do futuro que são, segundo ele, as empresas da reciclagem. Ele afirma que a matérias-primas virgens não suportarão a demanda para o modelo de desenvolvimento se a sociedade continuar a explorá-las nos moldes atuais. (Com informações da Diretoria de Comunicação da Alego)

 

O secretário de Estado de Ambiente de Portugal, Carlos Martins, fala sobre como o País se tornou referência no setor de tratamento dos resíduos sólidos
O secretário de Estado de Ambiente de Portugal, Carlos Martins, fala sobre como o País se tornou referência no setor de tratamento dos resíduos sólidos

 

O presidente do Crea-GO, Francisco Almeida (segundo da esquerda para a direita), assiste à palestra ao lado de autoridades
O presidente do Crea-GO, Francisco Almeida (segundo da esquerda para a direita), assiste à palestra ao lado de autoridades

Baixe nossos Aplicativos 

   



 

Redes Sociais