Horário de Atendimento: 8h às 17h

CEF realiza, em Goiânia, treinamento de mesários que atuarão nas eleições para conselheiros federais

Com o objetivo de preparar todos os envolvidos no processo de renovação de 1/3 dos conselheiros federais que compõem o plenário do Confea, a Comissão Eleitoral Federal (CEF) ministrou no dia 23 de outubro, no auditório do Regional goiano, das 8h às 16h, treinamento para capacitação dos mesários (presidentes e secretários) das 31 mesas receptoras e escrutinadoras de votos que funcionarão na sede do Crea e no interior do Estado, no dia 9 de novembro, durante a realização das Eleições 2018 do Sistema Confea/Crea e Mútua. Em Goiás, o pleito elegerá um representante titular e um suplente da modalidade Agronomia. Os novos mandatos serão exercidos de 1º de janeiro de 2019 a 31 de dezembro de 2021.

Ao todo, participaram do treinamento 10 colaboradores da sede e 28 das inspetorias, além de representantes da Comissão Eleitoral Regional de Goiás (CER-GO). A capacitação foi ministrada pelo assessor jurídico do Confea, João Paulo Guimarães; e foi acompanhada pelo conselheiro federal por Sergipe, João Bosco de Andrade Lima, membro da CEF. Na parte da manhã, o treinamento foi teórico, com a apresentação do manual elaborado para orientar os mesários. Na parte da tarde, foi feita uma simulação de votação com os principais erros que podem ocorrer. “Esse treinamento foi deliberado pela CEF com o objetivo de evitar os erros apurados nas últimas eleições. Explicamos quais são as atribuições dos mesários, quais os horários de cada fase e como agir quando surgirem ações que fujam da rotina”, declarou João Paulo.

 

Assessor jurídico do Confea, João Paulo Guimarães ministra o treinamento ao lado da assessora da CER-GO, Viviane Monteiro
Assessor jurídico do Confea, João Paulo Guimarães ministra o treinamento ao lado da assessora da CER-GO, Viviane Monteiro

Para o coordenador da CER-GO, Eng. Agr. Márcio de Jesus Guimarães Resende, o treinamento ministrado pelos membros da CEF superou as expectativas. “Foi uma capacitação produtiva e necessária. Sem esse treinamento, não teríamos condições de tocar essa eleição pra frente e com certeza os erros serão minimizados”, declarou. O coordenador da CER ainda aproveitou a oportunidade para agradecer os membros da CEF pela disponibilidade em realizar o treinamento em Goiânia.

Para a inspetora titular do Crea em Uruaçu, Eng. Civ. Patrícia Rodrigues Vieira, que será presidente de mesa, o treinamento foi de extrema importância para diminuir erros na execução dos trabalhos durante as eleições. “São muitos detalhes que devem ser observados para não acarretar erros que podem envolver até questões de ética profissional. Não queremos cometer esses erros para não chegarmos ao ponto de impugnar a eleição em Uruaçu. Estamos preparados!”, comentou.

De acordo com o Eng. Agric. João Asmar Júnior, inspetor auxiliar de Anápolis, a capacitação foi muito útil. “Sem esse treinamento, seria impossível conduzir o processo eleitoral nas inspetorias. São muitas minúcias que se não forem explicadas, na prática, não conseguiríamos solucionar as dúvidas sozinhos. Me chamou a atenção o fato da urna do voto em separado estar distante da urna normal e isso facilita”, destacou.

Nesta eleição, a votação ocorrerá das 9h às 19h, será manual, com urnas de lona que serão cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO). As mesas receptoras serão compostas, cada uma, por três mesários, sendo um presidente, profissional do Sistema; um secretário e um secretário adjunto, ambos colaboradores efetivos. Após as 19 horas, deverão ser entregues fichas numeradas aos eleitores que estiverem aguardando em fila.

  

Mesários das eleições que serão realizadas no dia 9 de novembro participam de simulação durante o treinamento
Mesários das eleições que serão realizadas no dia 9 de novembro participam de simulação durante o treinamento

Mesas Receptoras – Cada mesa receptora contará com duas urnas de lona, sendo uma para votos normais (aqueles cujo profissional consta no caderno eleitoral) e outra para votos em separado. Na sede, haverá três mesas, separadas por letras iniciais dos eleitores. Nos demais locais de votação haverá caderno de votação e lista geral dos eleitores. As cédulas de papel (voto manual ou separado) deverão ser dobradas e assinadas pelo presidente e secretário antes da entrega ao eleitor.

Quem pode votar em separado – Os profissionais poderão votar em separado desde que se enquadrem em um dos casos previstos pela resolução de referência nº 1.021/2007, tais como: se houver previsão de mesa receptora e esta, por qualquer motivo, não se instalar (parágrafo único, do art. 28), situação na qual os eleitores a ela pertencentes votarão na mesa receptora de sua preferência, no âmbito da jurisdição do Crea; se o nome do eleitor não constar da relação de votantes (art. 77, inciso I, do Anexo I e art. 78, inciso I, do Anexo II), devendo a mesa, se possível, antes de tomar o voto em separado, verificar se o eleitor não está inserido em listagem de outra mesa e desde que comprove que quitou a anuidade até 10/10/2018; e, se houver dúvida sobre a identidade do eleitor (parágrafo único, do art. 74 e art. 77, inciso II, do Anexo I e art. 75 e art. 78, inciso II do Anexo II).

Os profissionais com vistos votarão somente no Crea onde quitaram a última anuidade. Não será permitido o voto em trânsito. Terão prioridade para votar: eleitores maiores de 80 anos; eleitores maiores de 60 anos, enfermos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, grávidas, lactantes, pessoas acompanhadas de criança de colo e; candidatos. Os profissionais que desrespeitarem a Resolução nº 1.021/2017 do Confea, que trata do regulamento eleitoral, estarão sujeitos a sanções éticas.

 

O coordenador da CER-GO, Eng. Agr. Márcio Resende (E), acompanha o treinamento ao lado do membro da CEF, Eng. Agr. João Bosco Lima (D)
O coordenador da CER-GO, Eng. Agr. Márcio Resende (E), acompanha o treinamento ao lado do membro da CEF, Eng. Agr. João Bosco Lima (D)

Baixe nossos Aplicativos 

   



 

Redes Sociais