Horário de Atendimento: 8h às 17h

Chapa única pleiteia o cargo de Conselheiro Federal por Goiás

Em Goiás, Estado para o qual foi colocada em disputa vaga para Conselheiro Federal na modalidade Agronomia, apenas uma chapa requereu participação no pleito. A chapa é composta pelos engenheiros agrônomos Annibal Lacerda Margon (titular) e José Augusto de Toledo Filho (suplente), ambos profissionais com mais de 35 anos de registro no Sistema Confea/Crea e Mútua.

Confira, abaixo, currículos dos candidatos a Conselheiro Federal, titular e suplente, por Goiás, além do plano de trabalho da chapa:

Currículos:

Annibal Lacerda Margon é Engenheiro Agrônomo (UFPR, 1978), mestre em Zootecnia (UFV, 1981). Foi pesquisador da EMGOPA, colaborador do BEG na área de crédito rural e colaborador do IDAGO. Foi conselheiro do Crea-GO por sete mandatos e coordenador da Câmara de Agronomia por seis mandatos. Também foi diretor-tesoureiro e 1º vice-presidente do Crea-GO. Foi conselheiro do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Goiânia e presidente do Conselho Estadual de Agrotóxicos. É sócio fundador e ex-diretor do Ibape-GO.  Foi diretor e vice-presidente do Senge-GO. É sócio fundador e ex-presidente do INEAA. Foi diretor-financeiro da Mútua-GO e diretor da Aeago. É conselheiro fiscal licenciado da CONFAEAB. É produtor rural e atua nas justiças Federal e Estadual como perito/assistente técnico, desde 1983, em processos de desapropriações rurais, possessórias, usucapião, demarcação, avaliações rurais, armazenagem, danos rurais, meio ambiente, esbulho, fundiárias etc., tendo atuado em mais de 160 processos judiciais.

 

Eng. agr. Annibal Lacerda Margon
Eng. agr. Annibal Lacerda Margon

 

José Augusto de Toledo Filho é Engenheiro Civil (EPUSP, 1979), Engenheiro Agrônomo (FCAI, 1989) e Engenheiro de Segurança do Trabalho (UFU, 1999), com especialização em Gestão Empresarial e Marketing (Fundace/USP). Foi sócio proprietário da Projecon; Foi presidente da Companhia de Pavimentação Asfáltica de Itumbiara (Compave); e trabalhou com Licenciamento Ambiental na Agência Municipal de Meio Ambiente de Itumbiara. Na Prefeitura Municipal de Itumbiara, desempenhou diversas funções: secretário de Obras, secretário de Planejamento e secretário de Planejamento, Agricultura e Obras. Também foi fundador e o 1º presidente da AENGI; e presidiu o Conselho Municipal de Meio Ambiente de Itumbiara. Atualmente, é professor dos cursos de Agronomia e Engenharia Civil do Instituto Luterano de Ensino Superior de Itumbiara (ILES/ULBRA) e conselheiro do Crea-GO.

 

Eng. civ. José Augusto de Toledo Filho
Eng. civ. José Augusto de Toledo Filho

 

 Plano de trabalho:

 

·    Corrigir, atualizar e detalhar as resoluções, principalmente as referentes às atribuições profissionais, pois são muito genéricas, em conformidade com as grades curriculares;

·         Empenhar nas questões da sustentabilidade das entidades profissionais que integram e formam a espinha dorsal do Sistema;

·         Promover ações de valorização profissional em todos os seus aspectos;

·         Trabalhar para uniformizar os serviços e procedimentos dos Creas;

·         Valorizar as Comissões de Ética e Educação nos Creas;

·         Propor que o Confea encaminhe ao Ministério da Educação novos meios de certificação das escolas de Engenharia e Agronomia, com a participação das Comissões de Educação dos Creas;

·         Manter posicionamento contrário aos cursos de EAD na Engenharia e Agronomia;

·         Manter um relacionamento constante com os Conselheiros Regionais e entidades de classe, a fim de escutar e propor ações de interesse junto ao Confea;

·     Apoiar a alteração do regimento da Mútua, no sentido de que uma das três diretorias indicadas pelo Confea seja eleita pelos diretores das Caixas de Assistência regionais;

·         Propor ao Confea ações tratativas relacionadas a normativos editados por outros Conselhos de Fiscalização, no que se refere às atribuições profissionais;

·         Pautar as ações dentro da ética e isenção, buscando o fortalecimento de todos os ramos da Engenharia e Agronomia e, sobretudo, lutar para colocar a Engenharia no protagonismo do desenvolvimento do País.

Baixe nossos Aplicativos 

   



 

Redes Sociais