×

Crea-GO entrega o 18º Prêmio de Meio Ambiente

Décima oitava edição do prêmio consagrou projetos comprometidos com a sustentabilidade em solenidade festiva

Publicado: 22/11/19 12:45
Fonte: Assessoria de Imprensa do Crea-GO


[noticia: crea-go-entrega-o-18-premio-de-meio-ambiente] Mais de 400 convidados participam da solenidade de entrega do 18º Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente (Fotos: Silvio Simões) - PREMIO_01.jpg Mais de 400 convidados participam da solenidade de entrega do 18º Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente (Fotos: Silvio Simões)

Com o tema “Cidades: dos desafios às soluções”, o Crea-GO realizou, na noite de 21 de novembro, no Memoratto Eventos, em Goiânia, a solenidade de entrega do 18º Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente, na qual foram conhecidos os vencedores entre os três finalistas em cada uma das cinco modalidades em disputa. No total, foram 177 trabalhos inscritos, recorde da premiação. O 18º Prêmio de Meio Ambiente contou com o patrocínio do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-GO (Mútua-GO) e do Sicoob Engecred-GO.

Entre os regionais apoiadores desta edição, estiveram os Creas do Distrito Federal, do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e do Tocantins. Já o apoio institucional ficou a cargo da Rede Brasil do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (RBPG/ONU); das Federações das Indústrias do Distrito Federal e dos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Tocantins; das Secretarias de Meio Ambiente dos estados de Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Tocantins; além da Federação Goiana de Municípios (FGM) e da Associação Goiana dos Municípios (AGM).

A solenidade de entrega do 18º Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente contou com a participação de 440 convidados, entre eles, autoridades do Sistema Confea/Crea e Mútua e das esferas municipal e estadual em Goiás. Representantes das Caixas de Assistência aos Profissionais do Crea – Mútua nacional e regional, presidentes de Creas de diversos estados brasileiros, deputados estaduais, secretários estaduais e municipais, vereadores, presidentes de associações, sindicatos e agências, além de diretores do Crea-GO e conselheiros regionais e federais, prestigiaram o evento.

Premiados

Todos os 177 trabalhos inscritos foram avaliados por um júri composto por membros da Comissão de Desenvolvimento Sustentável do Crea-GO (Codesu) e uma Comissão Julgadora de nove profissionais de diversas áreas, sendo quatro de Goiás, um do Distrito Federal, um do Mato Grosso, um do Mato Grosso do Sul, um de Minas Gerais e um do Tocantins.

Os vencedores de cada uma das modalidades do Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente – Imprensa, Elementos Naturais, Sociedade Sustentável, Inovação Tecnológica e Produção Acadêmica – foram conhecidos durante a noite de premiação e agraciados com o troféu Seriema, ave símbolo do Prêmio desde 2001, e com certificado emoldurado em madeira de pinos, proveniente de floresta implantada.

Na primeira modalidade da noite, Imprensa, a matéria vencedora foi “Pesquisadores da UFG desenvolvem alternativa para substituir canudos de plástico”, da TV Anhnaguera. A entrega dos troféus e certificados foi feita pelo presidente do Confea, Eng. Civ. Joel Krüger; e pelo coordenador da Codesu, Eng. Civ. Marco Antônio Ribeiro, à jornalista Thaís Luquesi, ao cinegrafista José Washington e ao produtor Elian Matte.

Ao agradecer, Thaís Luquesi destacou: “Tenho convicção que se a gente não tem um desenvolvimento sustentável, a gente jamais tem nada. E acredito que todos que pensam da mesma forma e que colaboram para que tenhamos esse desenvolvimento sustentável em todas as áreas, especialmente na engenharia, estão no caminho certo. É isso que realmente vai fazer as cidades crescerem, se fortalecerem e se tornarem cada vez melhores”.

Em seguida, o deputado estadual Lucas Calil e o presidente do Crea-PB, Eng. Civ. Antônio Carlos de Aragão, entregaram troféu e certificados às vencedoras na modalidade Elementos Naturais: as doutoras Neiva Maria Robaldo Guedes e Larissa Tinoco Barbosa, responsáveis pelo Projeto Arara Azul. Em seu agradecimento, Neiva Maria afirmou ver, com otimismo, uma mudança de atitude. “A gente tem condições de mudar o quadro que agora se estabelece. Se houver pequenas atitudes no nosso dia a dia, seja reciclando lixo, não usando tanto plástico e outras, podemos mudar o mundo para todos, não só para as araras”, afirmou.

A secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Andréa Vulcanis; o presidente do Sicoob Engecred-GO, Eng. Civ. Argemiro Antônio Mendonça; e o oficial sênior do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) na América Latina, Alain Grimard, foram os responsáveis por anunciar e entregar a premiação na modalidade Sociedade Sustentável.

O projeto vencedor foi o Água na Escola – Gotas de Futuro. Subiram ao palco para receber troféu e certificados o diretor de contrato na BRK Ambiental, Rodrigo Lacerda; o head de Sustentabilidade na BRK, Carlos Almiro Melo; a embaixadora do Instituto Trata Brasil, Daiane dos Santos; Edna Cardoso; e Evanildo Fernando Santos.

Ao se dirigir ao público, Carlos Almiro Melo frisou: “O projeto Água na Escola é emblemático para o nosso país, onde vivemos em uma era medieval, em termos de saneamento. O projeto planta uma semente importante nas escolas públicas de todo o país. Queremos que as crianças saiam das escolas vendo o saneamento como um direito fundamental e algo relevante para a construção do futuro do Brasil”.

Já na modalidade Inovação Tecnológica, o anúncio do vencedor e entrega do Prêmio foram feitos pela presidente do Crea-DF, Eng. Civ. Fátima Có; pelo diretor de Benefícios da Mútua Executiva, Eng. Civ. Jorge Silveira; e pelo diretor Geral da Mútua-GO, Eng. Civ. Roger Pacheco Couto.

As vencedoras foram Rízia da Silva Andrade e Glaubia da Silva Andrade Cavalcante, da BioGyn Soluções Entomológicas Ltda., pelo projeto Controle Biológico de Pragas para o Desenvolvimento Agrícola Sustentável. “O controle biológico está presente do Brasil há mais de 40 anos, em pesquisas. Então, o que tem de inovação no que fazemos? Tiramos o assunto da academia e levamos para o produtor”, resumiu Rízia, em seu agradecimento.

A última modalidade da noite foi Produção Acadêmica. O secretário executivo da Rede Brasil do Pacto Global, Carlo Pereira; e o presidente da Comissão do Meio Ambiente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Gustavo Cruvinel, foram os responsáveis por premiar Marcelo Stehling de Castro e Gustavo Dias de Oliveira, da Universidade Federal de Goiás (UFG), pelo Projeto Estratégico de P&D Minigeração na UFG.

“Esse projeto, na verdade, não termina aqui. Ele faz parte de um conjunto de ações e projetos que vêm sendo desenvolvidos pela UFG, com o nome Programa UFG Sustentável, no qual a gente procura unir o conhecimento de diversos professores e linhas de pesquisa, para construir esse uso racional e sustentável dos recursos naturais do nosso planeta”, salientou Marcelo Stehling de Castro, em seu pronunciamento.