menu
×

Entidades de Classes sem Representação no Plenário do Crea-GO

Considera-se entidade de classe de profissionais a pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, que represente profissionais das áreas abrangidas pelo Sistema Confea/Crea, sendo vedado o registro de entidades de classe que congreguem profissionais não abrangidos pelo Sistema Confea/Crea, conforme disposto em resolução específica do Confea.



Para obter o registro, a entidade de classe de profissionais deverá encaminhar ao Crea-GO requerimento instruído com original ou cópia autenticada ou atestada por funcionário do Crea-GO dos documentos relacionados na resolução específica do Confea, atualmente, a de nº 1070, de 15 de dezembro de 2015. Todo procedimento para o registro também está disposto nesta Resolução, com destaque para o disposto no art. 16 da citada Norma que assim estabelece em seu art. 16: "A entidade de classe de profissionais interessada em ter representação no plenário do Crea deverá formalizar explicitamente seu interesse quando dorequerimento de registro e apresentar comprovação no estatuto de que a escolha de representantes será efetivada por meio de eleição."

Atualmente, o Instituto Nacional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (INEAA), embora registrado no Crea-GO, não possui representação no Plenário.

A seguir, relacionamos as entidades de classe da área tecnológica, sem registro no Crea-GO, mas que atuam em Goiás:
1. ABEAG-GO – Associação Brasileira dos Engenheiros Agrícolas Seção Goiás;

2. ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária;
3. ABENC-GO  - Associação Brasleira de Engenheiros Civis - Seção Goiás;
4. ADEMI – Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás;
5. AEAMPO – Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Técnicos do Médio Meia Ponte - Morrinhos;
6. AEACAT – Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Catalão;
7. AEAF – Associação dos Engenheiros Arônomos da Região de Formosa;
8. AEEG – Associação dos Engenheiros Estruturais de Goiás;
9. AEMGO – Associação dos Engenheiros Mecânicos de Goiás;
10. AESGO – Associação dos Engenheiros do Sudoeste Goiano;
12. AGA – Associação Goiana de Agrimensura (em fase de  reestruturação);
13. AGCE – Associação Goiana de Empresas de Consultoria em Engenharia e Arquitetura;
14. AGE – Associação Goiana das Empresas de Engenharia;
15. AGEA – Associação Goiana dos Engenheiros de Alimentos;
17. AGEF – Associação Goiana de Engenheiros Florestais;
18. AEAB – Associação Goiana Agrônomos de Bom Jesus;
19. AEAJA – Associação Goiana Agrônomos de Jataí;
20. AECRIS – Associação dos Engenheiros Agrônomos da Região Cristalina;
21. AETEGO – Associação dos Engenheiros, Técnicos e Tecnólogos do Estado de Goiás - Piracanjuba;
22. AGEPEQ – Associação Profissional dos Engenheiros Químicos dos Estados de Goiás, Tocantins e Distrito Federal;
23. AMPEC – Associação Mineirense dos Profissionais do Crea-GO;
24. ANGEART – Associação Norte Goiana de Engenheiros, Agrônomos, Arquitetos e Técnicos de Porangatu;
25. APCES – Associação dos Profissionais do CREA do entorno Sul de Brasília-Luziânia;
26. APEARE – Associação dos Profissionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia da região do entorno - Águas Lindas;
27. APR – Associação dos Profissionais do CREA de Pires do Rio;
28. CEAGRO – Clube de Engenheiros Agrônomos de Rio Verde;
29. AREA – Associação Regional dos Engenheiros, Arquitetos e Técnicos de Inhumas;
29. ASTASH – Associação Santelenense dos Técnicos Agrícolas e Agrimensores;
30. ATISA – Associação dos Técnicos Industriais da Saneago;
31. IEA – Instituto de Engenharia de Anápolis;
32. IEPCIM – Instituto de Engenheiro das Empresas Produtoras de Cimento;
33. SBG-NCO – Sociedade Brasileira de Geologia - Núcleo Centro-Oeste;
34. SIMPROCIMENTO – Sindicato da Indústria de Produtos de Cimento - Goiás;
35. SINDUSCON-GO – Sindicato da Indústria da Construção no Estado de Goiás; e
36. UNEAR-CNRQ – União dos Engenheiros e Arquitetos da região de Caldas Novas e Rio Quente.