menu
×

Diálogo pela vida: construção civil debate sobre prevenção ao suicídio e saúde mental

Campanha Setembro Amarelo, realizada pelo Seconci Goiás, leva informações sobre depressão, saúde mental e prevenção ao suicídio para canteiros de obras

Publicado: 14/09/20 16:46 - Fonte: Assessoria de Imprensa do Seconci Goiás


[noticia: dialogo-pela-vida-construcao-civil-debate-sobre-prevencao-ao-suicidio-e-saude-mental] - maior_me9JZMe0mC8ko-aHTi_ocd2OtgLjvu43.jpeg


Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), organiza o Setembro Amarelo, que tem como objetivo desenvolver ações para prevenir o suicídio anualmente. Segundo a ABP, são registrados mais de 1 milhão de suicídios no mundo, sendo que 12 mil acontecem no Brasil. Os principais motivos são a depressão, o transtorno bipolar e o abuso de substâncias químicas.

E, agora, com a chegada da pandemia, os fatores que causam esse mal aumentaram ainda mais. De acordo com levantamento da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), feito com mais de 1.460 pessoas de 23 estados brasileiros, os casos de depressão aumentaram 90% durante os dois primeiros meses da pandemia, saindo de 4,2% para 8%. A prevalência de estresse agudo teve aumento de 40%. Os casos de crise aguda de ansiedade também tiveram aumento considerável, passando de 8,7% para 14,9%, aumento de 71%.

Diante desse cenário, o Serviço Social da Indústria da Construção de Goiás (Seconci Goiás) promoverá no dia 16 de setembro, às 10 horas, um encontro online para profissionais do setor da construção civil e demais interessados no tema para multiplicar informações sobre prevenção ao suicídio e saúde mental nos canteiros de obras e outros ambientes de trabalho, ação que integra a edição de 2020 da Campanha Setembro Amarelo do Seconci Goiás, que será realizada virtualmente por conta da Covid-19.

Este ano, o enfrentamento ao novo coronavírus também motivou o tema do encontro virtual: saúde mental colocada à prova. De acordo com o psicólogo clínico e consultor em gestão de pessoas Fabiano Santiago, o diálogo sobre um tema tão delicado é uma forma de combater preconceitos por falta de informação sobre os diversos motivos que levam as pessoas a cometerem suicídio. “A ação também demonstra que o cuidado em relação à saúde mental, o respeito e a preservação da vida de cada colaborador, de seus familiares, amigos, e de cada vínculo que compõe as relações humanas afetam e interessam à organização”, destaca Fabiano.

Segundo o presidente do Seconci Goiás, Yuri Vaz de Paula, a ação busca mostrar a importância de cada trabalhador e de sua saúde mental dentro de uma grande estrutura, que é a construção civil. “Esse encontro convida os profissionais para parar e dar mais atenção a si mesmos e aos que são próximos, além do compartilhamento do aprendizado sobre os sinais de depressão ou pensamento suicida”, destaca Yuri. 

Depressão e isolamento social

O psicólogo clínico destaca que o momento de isolamento social levou as pessoas a terem contato mais intenso consigo mesmas, o que pode gerar diversas reações. Quando essas reações são positivas, podem estar relacionadas ao aumento da criatividade, aprofundamento da espiritualidade e autoconhecimento, autocuidado, dedicação às atividades prazerosas e outras progressões. “Porém, quando negativas, normalmente estão relacionadas a sensação de tédio, excessos de pensamentos, sintomas de ansiedade, insônia, estresse, depressão, pânico, dentre outras”, explica Fabiano.

Fabiano destaca que a depressão é uma das principais causas que levam pessoas a cometerem suicídio. Porém, outros fatores, como baixa autoestima vinculada ao sofrimento acometido pelo bullying em ambientes sociais e virtuais também podem levar as pessoas a tirarem a própria vida. “A sensação de ser vítima de preconceito de cor, orientação sexual, religiosidade; a frustração profissional; o desemprego; o sentimento de rejeição; o não sentir-se amado também influenciam esse quadro”, completa o psicólogo.

No encontro online, Fabiano vai abordar os principais sinais que podem ser identificados em uma pessoa com pensamento suicida e os cuidados que se deve ter com a saúde mental durante e após o período de pandemia. As inscrições para o webinar Saúde Mental à Prova podem ser realizadas por meio do link na biografia do Instagram e Facebook do Seconci Goiás (@seconcigoias).